SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO
SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO
Home Sindicato Notícias Jurídico Convênios Contato Filie-se Aniversariantes
FEIPOL SUDESTE VOLTA À BRASÍLIA PARA GARANTIR DIREITOS DE POLICIAIS CIVIS

A FEIPOL SUDESTE, representada pelo seu presidente, Aparecido Lima de Carvalho, Kiko, que também é presidente do SINPOL de CAMPINAS e REGIÃO, está em Brasília desde segunda-feira (6/2/17) para dar continuidade na luta para que os Policiais Civis não percam direitos adquiridos, principalmente a Aposentadoria Especial por exercício de função de risco, o que poderia acontecer, se a PEC 287/16, a chamada PEC da Previdência for aprovada com a exclusão apenas de profissionais das Forças Armadas e dos Bombeiros e Policiais Militares.

Na terça-feira (7/2), Kiko voltou a expor a questão para alguns Deputados Federais, entre os quais, Jair Bolsonaro (PSC/RJ), que foi um a se prontificar e se manter atento para que nenhum profissional da área da Segurança Pública seja prejudicado com a reforma. (Veja vídeo). Também na terça, o presidente da FEIPOL SUDESTE reuniu-se com o presidente nacional da Nova Central (NCST), José Calixto Ramos (foto), onde foi tratado para que a Nova Central faça a gestão política para a retirada da Polícia Civil da PEC 287/16.

Com outras lideranças, Kiko participou dos preparativos para a ampla manifestação (que reunirá dezenas de entidades de representação nacional de Policiais Civis, Federais, Guardas Municipais e Agentes Penitenciários) contra a inclusão desses profissionais na PEC da Previdência.  A manifestação ocorre nesta quarta-feira (8/2), em frente ao Ministério da Justiça. No encontro esteve ainda Júlio César Machado, representando o SINPOL de RIBEIRÃO PRETO e REGIÃO.  

Aparecido Lima de Carvalho terá encontro nesta tarde de 8 de fevereiro  com o Deputado Federal João Campos (PRB/GO), que é Delegado de Polícia, e também tem se empenhado para que os também Policiais não militares, a exemplo dos Militares, não acabem inclusos na PEC que poderia igualá-los aos demais Servidores, que não exercem funções arriscadas, limitando-se as tarefas internas e burocráticas, diferentes das que são rotinas nas carreiras policiais que dia a dia enfrenta a crescente criminalidade, colocando as próprias vidas e as dos familiares em risco constante.
 
 

 

 CLICK VEJA O VIDEO: https://www.youtube.com/watch?v=n5OIjg2vc4I 

Att//
Aparecido Lima de Carvalho
Presidente Sinpol Campinas / Feipol Sudeste




Todos os direitos reservados © 2016 SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO. | Site produzido por www.ddccomunicacao.com.br