SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO
SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO
Home Sindicato Notícias Jurídico Convênios Contato Filie-se Aniversariantes
PROTESTO REGISTRA BAIXA ADESÃO - MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL CORREIO POPULAR DIA 14/05/2019
PROTESTO REGISTRA BAIXA ADESÃO - MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL CORREIO POPULAR DIA 14/05/2019
O protesto de ontem dos policiais civis em Campinas teve baixa adesão e durou cerca de 20 minutos nas duas unidades onde estava previsto: 1º Distrito Policial (DP), no Botafogo, e na 2ª Delegacia Seccional, no Jardim Londres. No total, ao menos 60 policiais participaram do ato, que integra uma paralisação nacional, em horários distintos, contra a reforma da Previdência, em especial para a categoria.
 
No 1º DP, que faz parte da 1ª Delegacia Seccional, o ato estava programado para acontecer das 14h às 15h, mas ocorreu das 14h10 às 14h20. Cerca de 30 policiais estiveram no local.
 
Após o discurso em frente ao DP, o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Campinas e Região (Sinpol Campinas) e Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sudeste (Feipol Sudeste), Aparecido Lima de Carvalho, seguiu para a 2ª Delegacia Seccional, onde foi realizado o segundo ato na cidade. Lá também cerca de 30 policiais das quatro delegacias que integram a seccional e mais da 2ª Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) participaram do protesto que durou 20 minutos. Apenas um policial ficou no atendimento durante o ato.
 
“Foi fraca a adesão e acredito que seja por conta da falta de funcionários nas unidades, que não podem ficar descobertas. Os que estão trabalhando não querem suspender o atendimento para não prejudicar a população”, disse o sindicalista.
 
A nova proposta da reforma da Previdência determina, entre outros, uma idade mínima — hoje não existente — de 55 anos para policiais civis, federais, guardas municipais e agentes penitenciários se aposentarem. Além disso, também está prevista a retirada da integridade e da paridade dos salários e a redução para 50% da pensão para a viúva ou viúvo do policial e mais 10% para cada filho menor de idade. Também a contribuição vai aumentar, saltando dos atuais 11% para entre 14% e 22%.
 
Para as carreiras militares, entretanto, uma reforma proposta em separado mantém a integralidade e paridade da aposentadoria, apesar de também elevar a idade mínima e o tempo de contribuição. Isso quer dizer que os militares inativos receberão o mesmo soldo do que os da ativa, algo que não acontece para as demais carreiras da segurança.
 
“Esta manifestação é institucional porque perdemos todos os direitos conquistados há décadas e perderemos todos na reforma da previdência, chegando a atingir até mesmo nossos familiares, visto que, dentre as perdas está o corte da pensão em 50% caso viermos a faltar. O governo quer tirar uma conquista nossa e isso não é justo. O policial civil também expõe sua vida no combate ao crime", frisou Carvalho.
 

 
 
IMPRESSÃO DA BAIXA ADESÃO DO PRESIDENTE DO SINPOL CAMPINAS
 
 
CONSTATAÇÃO DO CAOS NAS UNIDADES POLICIAIS DE CAMPINAS DEVIDO AO DÉFICIT DE POLICIAIS CIVIS
 
NÃO É SEGREDO PARA NINGUÉM QUE A POLÍCIA CIVIL ENFRENTA O SEU MAIOR DÉFICIT DE EFETIVO DE SUA HISTÓRIA, MAS ONTEM ESTE SINDICATO AO PROMOVER A JUSTA E LEGAL MANIFESTAÇÃO NA DEFESA DA RETIRADA DOS DIREITOS DOS POLICIAIS CIVIS NA REFORMA DA PREVIDÊNCIA PEC 06/2019, CONSTATEI PESSOALMENTE O ABANDONO QUE NOSSAS UNIDADES POLICIAIS ESTÃO ATRAVESSANDO EM UM PROCESSO DESMONTE JAMAIS VISTO EM QUALQUER TEMPO.
 
UM POUCO ANTES DO PROTESTO, PERCORRI AS SALAS TANTO DO 1º DP EM CAMPINAS E DA 2ª DELEGACIA SECCIONAL E CONSTATEI O TAMANHO DO PROBLEMA QUE ENFRENTAMOS, VI VÁRIAS SALAS VAZIAS  SEM FUNCIONÁRIOS DANDO A NÍTIDA IMPRESSÃO DE UNIDADES POLICIAIS TÃO IMPORTANTES COM POUQUÍSSIMOS POLICIAIS CIVIS, ONDE OUTRORA NOSSA REALIDADE ERA TOTALMENTE DIFERENTE E OBSERVE QUE EM UM PASSADO RECENTE (ALGUNS ANOS ATRÁS) JÁ RECLAMÁVAMOS DA FALTA DE POLICIAIS EM NOSSA INSTITUIÇÃO.
 
CHEGO À CONCLUSÃO SMJ QUE ESTAMOS À BEIRA DE UM COLAPSO, COMPROVA-SE ESTA REALIDADE COM O FECHAMENTO DO PLANTÃO DO 5º DP DE CAMPINAS, E SABE-SE QUE OUTRAS UNIDADES POLICIAIS ESTÃO PREVISTA PARA SEREM FECHADAS, EM NOME DE UMA SUPOSTA REENGENHARIA, OU SEJA, JUNTA-SE UM POUCO A QUASE NADA PARA SE DAR A IMPRESSÃO QUE TEMOS EFETIVOS.
 
APELO AOS NOSSOS DIRIGENTES QUE LUTEM PARA NÃO DEIXAR EXTINGUIR A INSTITUIÇÃO CENTENÁRIA DA POLÍCIA CIVIL QUE PRESTA RELEVANTES SERVIÇOS A NOSSA SOCIEDADE, PARA QUE DE ALGUMA FORMA CONTRIBUAM PARA QUE ISSO NÃO ACONTEÇA PORQUE SE CHEGAR A ESTE PONTO A HISTÓRIA IRÁ COBRAR ESTA OMISSÃO.
 
Att,
Aparecido Lima de Carvalho
Presidente
FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DOS TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO SUDESTE – FEIPOL SUDESTE
SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO DE CAMPINAS – SINPOL CAMPINAS
Fone: (19) 3237-0621 / (19) 97417-5509 / (19) 97410-4723

Rua Marechal Deodoro, 73 - Botafogo 
Campinas/SP
VISITE NOSSO SITE: www.sinpolcampinas.org.br




Todos os direitos reservados © 2016 SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE CAMPINAS E REGIÃO. | Site produzido por www.ddccomunicacao.com.br